"> Barreirinhas-MA: Nota de repúdio ao prefeito Albérico Filho é emitida após anúncio de redução salarial de professores - Blog Neto Pimentel

sexta-feira, 1 de junho de 2018

Barreirinhas-MA: Nota de repúdio ao prefeito Albérico Filho é emitida após anúncio de redução salarial de professores


Na última quarta-feira, dia 30 de Maio de 2018, professores do último concurso de Barreirinhas realizado em 2016, foram surpreendidos por uma atitude terrível do Prefeito Albérico Filho (MDB). Como se já não bastasse o caos da educação de Barreirinhas, com escolas sem aulas por falta de professores, sem bebedouros (apesar de uma licitação milionária), sem carteiras, sem quadros e com o ministério público pedindo o afastamento do prefeito e do secretário, agora por sua vez, além de não pagar o reajuste de 6,81% à toda categoria, reduziu os salários dos professores do concurso de 2016 por mais de R$ 300,00, através de um decreto e por se basear em um edital, ambas sem força de lei e muito menos sem passar pela Câmara, ferindo de morte todas as leis que garantem o mínimo de direitos a todos os professores. 

Por fim, o prefeito demonstra mais uma vez o retrocesso e o descaso com que trata a educação dos filhos de Barreirinhas, uma vez que a melhoria da educação passa pela valorização profissional, cujos marcos legais garantem, desde a Constituição Federal de 1988, a LDB de 1996, a Lei do Piso em 2008 e o PNE de 2014, salários e condições de trabalhos dignos como um dos pilares para a qualidade educacional. Pois não é retirando direitos, sacrificando a carreira e reduzindo vencimentos, que chegaremos à melhoria da educação. Ao contrário, medidas como as realizadas por esse governo vão na contramão do que é necessário para o aumento da qualidade educacional. 

Nos solidarizamos pelos professores comprometidos com a educação de Barreirinhas, estes sim são preocupados com os meus e os seus filhos, que sonham por um futuro onde possam estudar em escolas capazes de aprender e se tornarem cidadãos, passando é claro, por professores valorizados com o mínimo de condições para exercerem suas funções.

A Educação de Barreirinhas grita por socorro!








Nenhum comentário:

Postar um comentário